Estilo

Dos oceanos para o guarda-roupa

Resíduos plásticos se tornam matéria prima para peças de vestuário

É enorme a quantidade de resíduos plásticos nos oceanos do nosso planeta o que resulta em ilhas de lixo flutuantes, ecossistemas se adaptando a habitats poluídos e pássaros se contaminando com toxinas. Essas consequências já são bem conhecidas, mas ainda existe muito que não sabemos sobre o grande lixão no qual transformamos o oceano. Segundo pesquisadores de diversos países em estudo publicado na PLOS One revela a primeira estimativa da quantidade total de resíduos plásticos que flutuam em nossos oceanos. Eles estimam que a quantidade total é de 5,25 trilhões de partículas plásticas, contabilizando 269 mil toneladas de plástico.

Plásticos
reprodução da internet

Pensando nisso o mundo fashion iniciou, há algum tempo, um processo de reaproveito, reciclagem destes resíduos para feitio de peças, influenciando no consumo sustentável, na responsabilidade social e ecológica. Grandes marcas já utilizam tecidos feitos a partir de plástico dos oceanos. A atitude pode não ser a solução, mas auxilia na diminuição da poluição por meio da reutilização da matéria prima.
Um fabricante de roupas e equipamentos de surf, decidiu criar uma linha feminina de roupas de banho confeccionada com o plástico retirado dos oceanos. Segundo o site Hypeness, a criação foi possível graças ao Econyl, um fio de nylon criado pela empresa italiana a partir de resíduos de plástico como redes, tapetes, etc. Ela utiliza então o Econyl em uma proporção de 22%, juntamente com outras matérias-primas.

O campeão mundial de surf Kelly Slater, também criou uma coleção em parceria com a Aquafil. Recentemente uma marca de calçados lançou o primeiro tênis feito 100 % com plástico retirado dos oceanos. Em edição limitada, é tricotado e isso gera resíduos zero em comparação com o processo de corte necessário para a maioria dos outros tênis. O objetivo maior é trabalhar novas tecnologias para mudar o status do consumo de plástico no mundo.

Tênis
reprodução da internet

 

Inscreva-se na Newsletter do site da Cleo