Atitude
Como se perder em… Goiânia

Como se perder em… Goiânia

Parques, arte e feiras populares marcam o centro de entretenimento da cidade mais verde do país.

No dia primeiro de setembro, o cantor Gusttavo Lima lançou seu mais recente single “Eu vou te buscar”, em parceria com o rapper Hungria. A produção, que já ultrapassou a marca de 37 milhões de visualizações no youtube, contou ainda com a participação de uma terceira integrante: Cleo. O vídeo foi gravado no município de Pirenópolis, interior goiano. O clima traz todas as cores e ritmos sertanejos que enriquecem a região, e foi uma dica para tema do retorno do quadro “Como se perder em”, que hoje dedica-se a falar de Goiânia, capital de toda essa cultura.

Cleo dança ao ritmo que domina Goiás e o Brasil.

Foi em Goiânia onde Gusttavo Lima teve o pontapé que o levaria ao sucesso, e onde também surgiram diversos outros grandes nomes do sertanejo. Isso porque a capital incorpora a cultura sertaneja em sua raiz. A cidade tem o título de área urbana mais verde do país, e a impressionante marca de segunda no mundo, ficando abaixo apenas de Edmonton, no Canadá. Essa característica define muito dos trajetos onde se perder no município: guie-se pela natureza!

Três dos principais destinos para uma caminhada verde são o Parque Flamboyant, Parque Areião e o Bosque dos Buritis. O Parque Flamboyant possui mais de 125 mil metros quadrados, parte destinada a pistas de ciclismo e de corrida. Se busca se exercitar com um belo plano de fundo em meio à cidade, esse é o melhor destino. O parque também é o principal cenário para piqueniques em família.

Já o Parque Areião é o destino ideal para os que admiram a riqueza da natureza: o parque é uma reserva ambiental de mais de 200 mil metros quadrados. O parque preserva espécies nativas da fauna, e uma grande diversidade de plantas do cerrado e animais como macacos e aves. Também para os que buscam esporte, abriga dois centros de ginástica, um parque infantil, um lago e um campo de futebol.

O diferencial do Bosque dos Buritis é ser o mais antigo patrimônio natural de Goiânia. Nos 141 mil metros do Bosque, estão três lagoas, o Centro Livre das Artes e o Museu de Arte de Goiânia, que possui duas galerias de exposição.

Alguns outros centros culturais compõem o roteiro artístico da cidade. Um deles é o Museu Memorial do Cerrado, que possui um enorme acervo sobre a fauna e flora local. Para os que querem se aprofundar nas riquezas nativas da região, essa é a opção ideal.

Centro Cultural Oscar Niemeyer é um complexo rico nas opções artísticas. Há nele o o Museu de Arte Contemporânea, o Palácio da Música, o Monumento aos Direitos Humanos, além de uma biblioteca pública e da Esplanada Juscelino Kubitschek, com espaços destinados a exposições e eventos.

Para conhecimento sobre a história de Goiás, o Museu Goiano é um bom destino, pois além de exposições sobre o estado, a arte e arquitetura locais, reserva também acervo sobre os índios que viveram ali. O Museu Antropológico (MA) da Universidade Federal de Goiás (UFG) também é um importante centro de pesquisa sobre a cultura indígena local.

Goiânia é marcada por pontos turísticos e passeios diurnos, que valorizem os belos cenários naturais da cidade. Outra opção que reúne moradores e turistas é a Feira da Lua, que acontece aos sábados e domingos na Praça Tamandaré como uma iniciativa para que os produtores rurais, de artesanato e aqueles que trabalham com gastronomia tenham um espaço para exposição de seus trabalhos.

Já aos domingos, na Praça Trabalhador (centro da cidade), o evento popular que reúne o maior número de visitantes é a Feira Hippie, que acontece na cidade desde os anos 70 e hoje já acumula 6 mil expositores. Nos trinta anos de existência, a Feira se tornou um polo de empreendedorismo popular em Goiânia. É possível encontrar diversos pontos de culinária típica, além de vendas de obras de arte e um intenso mercado de vestuário. Durante o evento, a Rádio Hippie anuncia promoções, anuncia sorteios e garante o entretenimento da festa.

Sem data específica para acontecer, mas que é quem estiver por Goiânia deve ficar de olho, é o Mercado das Coisas, uma feira que também tem a iniciativa de unir coletivos de produtores locais. É um ponto de encontro entre arte, moda e gastronomia. O diferencial é a presença dos brechós, venda de gibis e vinis antigos.

Ficou animado com tantas opções de passeios em Goiânia? Então não deixe de nos contar sua experiência quando estiver passando por essa terra tão verde!

Inscreva-se na Newsletter do site da Cleo